17.10.06

O que eles querem afinal?

Reproduzo abaixo o comentário da leitora Tati. Ela pede a nossa ajuda.

Olá. Sou uma jovem de 22 anos, um deles dedicado ao meu namorado/marido. Começamos a morar juntos por pura paixão. Eu era completamente fascinada por ele. Imagine aquele homem perfeito, que te dá chocolate e escreve poemas quando você menos espera. Que te acorda com um café da manhã maravilhoso, poético, decidido, inteligente.. enfim, um príncipe. Mas como você já deve imaginar, as coisas começaram a dar errado de uns tempos para cá. Ele se tornou distante, frio, virou sapo. E eu, é claro, entrei em crise. Segundo ele eu sou muito possessiva, ciumenta ( eu me acho decidida e inteligente ). Mas o que eu gostaria mesmo de saber é se os homens são todos uns trastes como eu já li ( e vi ) várias vezes? Será que todos são iguais? Te pergunto isso depis de ler o arquivo de 17 de fevereiro de 2003 "A DÚVIDA QUE NÃO QUER CALAR: O QUE ELES QUEREM AFINAL?" Me responda por favor, pois ainda luto por esse amor, e não quero que no final eu descubra que fui enganada. Beijos... Sua leitora assídua, Tati.

Um comentário:

vendoesseblog disse...

Posso comentar? Ou dar meu depoimento? rs
Durante MUITOS anos da minha vida, eu acreditei piamente que todo homem é caco. Aí imaginam como eram meus dias. Até um dia conheci um que não era assim. E os homens próximos dele (quase todos) também não eram assim. Não fiquei com ele para o resto da vida, por uma série de outras razões. Encontrei outros cacos no caminho depois, mas quer saber? Também encontrei outros caras tão legais.
Meu noivo (casamos ano que vem!) é de ouro! Claro que tem seus maus dias também, mas eu também tenho! Mas de acordo com o nosso ranking, 98% das vezes é bom!
Portanto: existem sim, caras excelentes! Nenhum é perfeito, mas ninguém é. Minha teoria, no entanto (desenvolvida após quebrar a cara tantas vezes) é que quando o cara é muuuuuito perfeito logo no começo, é estratégia. Depois de um tempo, a máscara cai. Depois de seis meses, ele tá fazendo a mesma coisa com outra. Olho aberto!

Fernanda